Ta ruim?

by

É noite alta, debruçado no para-peito da janela olho a noite: – um carro aqui outro alí, a o trecho da radial que leva à 23 de maio, cenário do mais genuíno transito está vazia. O lilás das flores da árvore do canteiro de frente ao meu prédio está mais vivo, a iluminação dos postes contribuem. Muitos dormem… O caminhão passa em velocidade  tranqüila e os risos me chamam atenção. Dois homens abrem caçambas, pegam sacos, grandes e pequenos, azuis, pretos e brancos – cheiro ruim, atiram para dentro do caminhão. Arremessam – fazem piadas, gargalham, mexem com uma moça que passa sozinha. Brincam com um rapaz qualquer, correm atrás do caminhão. Recolhem a sujeira que deixamos no mundo enquanto a gente dorme…  e ainda conseguem encontrar graça na dura realidade de suas vidas. E a gente reclama… E não reclama pouco… Concordo com a Soninha, lixeiro vai pro céu.

Comentários

comentários