Celeste

by

Primeira parte   Os olhos esverdeados de Celeste corriam as prateleiras de madeira. Ela reparou o preço do trigo e pareceu assustada, andou mais para frente e apanhou fubá. Na sacola tinha ovos e manteiga. Ao sair do mercadinho de seu Chico, a moça de cabelos ruivos e cortados na altura do pescoço entrou na panificadora e ...

No tags 0

Curta metragem – Reencontro

by

"... a vida se alimenta de sonhos..." Em dias em que se perde a fé no ser humano, nas origens e no país... É importante acreditar nas alegrias simples da vida e encontrar prazer em tudo o que passa desapercebido dos olhos e do coração. Questionemos-nos, mas não devemos nos esquecer de toda maravilha que cabe ...

No tags 0

O show dos Titãs

by

 - Vamos ao show dos Titãs? - Show, eu? Titãs? - É, vamos? - Tá bom... - Tá bom? - É, tá bom. Respondi sem pensar. Sempre que penso em shows já me vem à cabeça a ideia de multidão, suor e empurra-empurra. Prefiro os shows que tem mesinhas. No entanto, eu topei. Ver Titãs de perto, uma banda que eu ...

No tags 0

A gente só não se quis mais.

by

[audio mp3="http://blogfelizpornada.com.br/wp-content/uploads/2016/07/01-The-National-Terrible-Love.mp3"] Estava aqui admirando os contornos de São Paulo, cada luz, cada fagulha de vida que pulsa e suas dores escondidas dentro de cada brilho que sai das janelas dos prédios... São desencontros e desventuras urbanas e modernas – desconhecidos amores estranhos. Bateu certas curiosidades... Será que você ainda pensa em mim? Será que quando lembra, ...

No tags 2