Um certo capitão Rodrigo

by

Não é sobre o livro do Érico Veríssimo a que me refiro, por sinal, brilhante. Eu tomava meu Sex on the beach e ele ficou me olhando de longe, parecia me vigiar. Era uma quinta-feira ou a madrugada dela, e eu estava na boate Aloca,  na rua Frei Caneca. A melhor festa durante a semana ...

O que você faria se não tivesse medo?

by

O que você faria se não tivesse medo? Quais os pontos da vida que mais te amedrontam? Numa cidade como São Paulo a gente vive com medo o tempo todo.... São medos reais ou imaginários? Medo de ser assaltado, de ser atropelado, de ficar solteiro, de ficar muito tempo casado. Medo de perder o emprego, ...

Medo da solidão, eu?

by

Que se passa aqui dentro? Se fosse fácil responder, eu não me perguntaria. O que se passa, que não entendo? Sempre lidei bem com a solidão, mas ultimamente tenho vivido dias em que parece que ela passou de uma aliada a uma inimiga a querer me atormentar, tirar meu sossego. Não tenho nem metade dos amigos que já ...

Família

by

Família todo mundo tem, umas maiores, outras compactas. Mas a gente não foge. Junto com ela, lembranças boas e ruins. Quando juntos, muitos sorrisos. Mas existem aqueles segredos que morrem com a gente; outros que a gente esquece e conta, e vira fofoca - todo mundo fala. Não existe família sem fofoca e sem mágoa. Eita! ...

Paixão segundo G.

by

Era madrugada de quarentena e eu não conseguia pregar o olho; quatro mg de clonazepam e nada. Percebi que algo estava acontecendo comigo. Havia um mistério em mim mesmo que eu precisava desvendar. De repente e, aos poucos, isso que eu não sabia o que era começou a se tornar algo. Algo profundo e bonito. ...

Relacionamentos em SP

by

Na cidade de são Paulo está cada vez mais difícil encontrar uma alma sensível a um relacionamento. Tudo é impeditivo: trabalho, trânsito, médico, faculdade, plano de carreira, desemprego, traumas com ex. E além destes motivos, o principal: cansaço, exaustão. Todos com uma mania de jogar esses joguinhos de amor. Ligo, não ligo. Enviar, mensagem, não ...

No tags 0

Para sempre o café

by

Psiquiatra, consulta extra. As coisas aqui dentro estão desconexas pra burro. Fazia tempo... E depois de muitas receitas e um longo papo com ele emedicações, tinha um solzinho tímido na calçada do tempo que o tempo preparou, na saída do hospital. Sentei numa muretinha e no fone, Rodrigo Alarcon cantava lindamente, "vem depressa que eu ...

No tags 1

Nuvens de Algodão

by

Quando podereamos sair por aí, livres… Sem preocupação? Quando os mundos vão se entender deixando de lado os egos inflados aprendidos na infância? O mundo é realmente mal? Eu pesquiso ou alguém me conta? Não sei. Para cada coisa triste, barbárie que vejo, também vejo coisas lindas das quais somos capazes como raça. E isso, isso, ...

No tags 0

Sexo bom, a gente não esquece

by

Garrafas de vinho, jazz, cigarros e mais cigarros. Uns fumavam maconha, outros cheiravam o pó sobre a mesinha de centro da sala. Tinha aquele casal que se beijava sem parar - acho que a onda deles era essa, se beijar. A vizinha de cima reclamava, a de baixo também, a gente não ligava. Você colocou alguma ...

No tags 2

Depois de amanhã, nunca.

by

Já estou dois quilos acima do que gosto de estar. Eu cozinho e como. Em seguida, penso o que farei para o jantar; para um diabético é fácil, nos alimentamos cinco e, às vezes, mais vezes ao dia. Minha endócrino na última consulta me disse: “Lucas, como você está ótimo!” É que ela não é ...

No tags 0